domingo, 15 de junho de 2008

EMOÇÃO ESTÉTICA

O tipo de sentimento que, segundo alguns filósofos, só as obras de arte conseguem despertar em nós e que se distingue dos sentimentos provocados por quaisquer outros objectos. De acordo com esses filósofos, o que nos permite identificar uma verdadeira obra de arte é o facto de ela provocar em nós um tipo peculiar de emoção, a emoção estética. O filósofo e crítico de arte Clive Bell (1881-1964) considera que há nas obras de arte, e só nelas, uma certa propriedade que provoca em nós emoções estéticas. A essa propriedade dá o nome de forma significante. Nem todos os filósofos admitem a existência de emoções estéticas.

2 comentários:

isabel disse...

Senti este tipo de emoção estética de que fala Clive Bell, no Museu d'Orsay perante as obras de muitos pintores impressionistas. A emoção estética foi tal que não resisti a tirar uma fotografia ao quadro de Claude Monet "Mulheres no Jardim", 1866.(É proibido tirar fotos, pelo menos era no ano em que visitei o museu). Depois "fugi" com receio do segurança. Lá se acabou a emoção estética...mas fiquei com a foto.
Isabel

Hermes disse...

Ainda bem que a Isabel sentiu essa experiência estética, que deve ter sido muito agradável. Já o mesmo não digo da "experiência" (que não foi estética" de fugir do segurança.
António Paulo